6.10.06

Oh que merda!

Antes de mais, uma breve explicação em relação à escolha do nome deste blog. Não se pretende, de forma alguma, dizer que este é apenas mais um blog de merda entre os muitos outros que existem na net … não. Isso seria também ofender quem criou este… O nome vem de uma sugestão bastante bem pensada de um amigo meu em relação à possibilidade de eu vir a escrever um livro (há aí gente que acha que eu escrevo bem… e que não tenho nada para fazer…). Solicitado o tema, respondeu “uma merda qualquer”. Dado “uma merda qualquer” já ter sido registado por uma outra mente iluminada, tive que escolher the next best thing (tanto em relação ao livro, optando pelo blog, como em relação ao nome) e pronto. Ficou Outra Merda Qualquer. Podem-se rir à vontade pela ironia desta situação, mas a mim até me parece bem. É que com um nome destes, posso dizer literalmente o que me apetecer que fico sempre em conformidade com a temática geral. Já chega de conversas de merda. Que bela forma de inaugurar o blog. Olha, meu querido e recém-nascido blog, merda para ti!

5 comentários:

p disse...

“Aquele que nada conhece, nada ama. Aquele que não é capaz de nada, nada compreende. Aquele que nada compreende é inútil. Mas aquele que compreende também ama, repara e vê. (…) Quanto mais conhecimento existe de uma coisa, maior é o amor… Quem imagina que todos os frutos amadurecem ao mesmo tempo que os morangos não percebe nada de uvas.”
- Paracelso –

et voilá… poderia ter-me lembrado de outra coisa qualquer mas não… foi logo deste pensamento pensado por um médico-alquimista-astrólogo-fisico-filósofo-quimico-e mais coisas que não merece a pena dizer pois ficaria muito extenso e até aborrecido, do sec XVI.
e porquê ter-me lembrado deste e não de outro qualquer ? pois que não sei… (pausa)… eu até sei, mas não vou dizer… (fim de pausa)…
mas há pelo menos algo que eu sei e que posso revelar… é que fico muito feliz por te ter aqui, nesta ‘dimensão’ virtual… que possas, sem merdas, deixar flutuar o teu ser… e porquê ?... porque é insustentavelmente leve, deliciosamente belo e absolutamente encantador

bj

Me disse...

Esse Paracelso tb era agricultor-filósofo? Gosto de uvas, mas gosto ainda mais de morangos. Isso sim é fruta a sério.
Muito obrigada pelas boas-vindas à dimensão virtual da vida. Blogoterapia. Mais barato que um psicólogo e infinitamente mais divertido. Vemo-nos por aqui, p. À falta de melhor sítio, vemo-nos por aqui. Bjs!

particula-RG disse...

Vou divertir-me muito a ler este blog!
Só podia ser teu.

E começou tão bem...
:)

Anónimo disse...

Foda-se pá, mas é que escreves mesmo bem, porra pá porra!!!!
;-)

Me disse...

GRAXISTA!!