18.10.06

Coisas de gaja...

Bem. Não quero, de forma alguma, transformar este blog numa espécie de queixume em relação a homens e mulheres, mas aconteceu um acontecimento que tenho de partilhar convosco. Não o fiz mais cedo porque não tenho estado sequer aqui, ao meu pc, o tempo suficiente para poder colocar aqui alguma coisa. Meu querido blog! Desculpa-me! Bem, então o que se passou foi o seguinte: perdi o carro. Sim, perdi o carro. Completa e totalmente. Pela primeira vez na minha existência, perdi o carro. Fui a um centro comercial aqui perto, estacionei, fui à minha vida e quando foi preciso ir ao carro deixar umas coisas, não sabia dele. 8 minutos depois ainda não sabia dele. E agora estão vocês a pensar “So what?”… pois… É que eu não estava sozinha. Estava com um amigo meu (o que, sendo amigo, lhe confere logo o direito de gozar com a situação até se engasgar, proferindo o mais rude dos golpes sem pena alguma para com o meu pobre ego). Muito mau. Mas o pior ainda não foi isso. O pior era que aqui a Je tinha vestida a infame t-shirt do Super Homem. Pior. Muito pior. Já antes tinha estado a lançar olhares tipo 605 Forte a um empregado de balcão que, assim que entrei na loja, decidiu começar a cantarolar a canção do filme… Ta-na-na-naaa… Ta-na-na! Oh que merda. Será que não há gente crescida o suficiente para encaixar algo tão simples como uma t-shirt? Eu bem disse que era uma questão de sentido de humor… mas bolas. (Ok. Isto vindo de alguém que adquiriu a dita t-shirt… também não podia esperar muito mais, não é?) E então, lá andava eu, perdida no estacionamento… vantagens competitivas cobertas pelo símbolo do Super Homem himself, à procura do meu singelo bólide, acompanhada por um lindo e fantástico (tem dias…) espécimen do género masculino que, em abono da verdade, se esforçou ao máximo por não deixar ficar mal os homens que acham que as mulheres o mais perto que deviam chegar de conduzir é dizer ‘não pares!’ (ai, que mau gosto ordinário… desculpem-me). Lá acabei por encontrar o dito cujo. Lá deixei as coisas. Lá me fui embora novamente. Moral da história: se perderem o carro, meninas, não o façam na companhia de um homem (seja ele quem for) e muito menos envergando t-shirts de super heróis. O vosso ego agradece.

4 comentários:

p disse...

pois... as gajas e os carros, e as compras e as t-shirts e as desvantagens competitivas cobertas por super heróis 'duvidosos'...
sem me alongar nos comentários (estou a recuperar da derrota sofrida - injusta, refira-se - pela maior e mai linda equipa de futebol nacional) digo apenas que:
1º - "existem nos centros comerciais uns nros inscritos nos pilares que dividem os lugares de estacionamento (ao mesmo tempo q se suportam a placa superior). Devemos decorar/anotar o nro que esteja mais próximo do nosso bólide, por forma a nos orientarmos e não fazermos figuras tristes.
(...)
Devemos evitar usar roupas que chamem a atenção ou de gosto duvidoso, sob pena de provocarmos nos empregados de balcão o desejo irresistivél de cantarolar"
( in Manual Básico do Comportamento nos Centros Comerciais e Hipermercados em Portugal, ed VOUALIJÁVENHO, pp 34-36, 2005)
2º - podes não acreditar... achar inclusivé que é impossível... não ligar aos sábios conselhos que aqui te deixo... mas minha amiga, a falta que te faz um pouco de kryptonite... proteger-te-ia da maldição da t-shirt do super-homem... pois
3º - podia aconselhar-te a compra de uma bussola; a instalação de uma vara flexível no teu carro com uma bandeirinha laranja na ponta; quiça até um GPS... podia deixar-te todos estes conselhos... mas não o faço porque certamente que, comparado com isto, os comentários do teu amigo quanto ao paradoxo mulheres/carros (xiii....) te pareceriam música para os teus ouvidos... por isso, e porque prezo o teu ego, não deixo aqui qualquer conselho

deixo, isso sim, um bj

:)

Me disse...

Ai, mas que alívio. E eu a pensar que ias fazer aquela coisa tipicamente masculina que é tentar resolver todos os problemas das mulheres, pensando que todos têm resolução ou que se quer sequer resolvê-los... ehh... olha, bjs para ti tb.
PS: Arranja lá o Kryptonite... tu tens contactos.... ahh... e a bandeirinha... gostei da bandeirinha... arranja-me uma a dizer "'tou aqui". :)

particula-RG disse...

:)
Nem parece teu...
Perder o carro, claro!

Me disse...

tecnicamente... eu n perdi o carro... ficou temporáriamente deslocado no espaço... é diferente... Mas não estás bem a ver a cena... mas ainda bem que não... :) Bolas!