23.3.09

À solta - II

imagem: google
Como é bom viver no “campo”. O ar puro… a natureza… o espaço… o sol… a terra… Como é bom! Tem as suas vantagens! Dou-vos uma. Minha querida Mummy faz criação de galinhas e outros bichos com penas numa terrinha perto de Samora. Tem lá um condomínio do caraças para as bichas. Em breve terá piscina pronta para receber casal de patos. Tudo muito bem. Os bicharocos têm de comer. Gostam de milho. Também eu, mas não da mesma forma que eles. Houve quem se oferecesse para providenciar umas sacas de maçarocas para alimentar o condomínio privado (e alvo de inveja afincada por parte dos vizinhos que acham que as galinhas da vizinha são sempre mais bem tratadas que as deles). Eu aceitei em nome de minha querida Mummy e ofereci-me para ir fazer recolha das tais sacas. Tudo muito bem. Sexta-feira passada, lá vou eu cheia de vontade de fazer recolha das sacas para entrega a quem de direito. Fui ao local, e toca de as carregar para dentro do porta-bagagens do Brutus. Eram quatro. A primeira correu bem, pesadita e tal, mas na boa. A segunda largou umas maçarocas para o chão, mas pronto, como estava meio rota… no problem. A terceira também correu bem, tendo ficado arrumadinha junto das restantes. A quarta largou um rato para dentro do porta-bagagens apinhado de sacas, e largou-me a mim num grito e num “foda-se” no meio da rua (rua essa onde vizinha incauta calmamente lavava quintal e me observava enquanto dava saltinhos e me ria e dizia asneiras e dava voltas ao carro tentando ver se o estúpido do rato saltava para fora da mesma forma que tinha saltado para dentro). Nada feito. Com boa dose de cagufa, abri as portas do carro (não queria que o bichinho se sentisse preso dentro do bólide… dei-lhe todas as oportunidades possíveis para se salvar… o parvo não quis), tirei a mala e procedi com acender de cigarro e chamada de telemóvel para Sr. Mr. Gajo/Fornecedor de Milho/Traficante de Animais. - Olá! ‘Tás bom? - Alô! Atão, conta coisas… - Olha, vais demorar muito a chegar a casa? - Não… porquê? - Oh… nada. Vim aqui buscar as sacas… - São pesadas, né? Hehahehaheha!! - E TRAZEM RATOS!! FODA-SE! NÃO SAIO DAQUI ATÉ CHEGARES! TENHO UM RATO DENTRO DO CARRO! AS PORTAS TODAS ABERTAS! JÁ ANDEI PARA AQUI AOS GRITOS! O QUE VALE É QUE EU NÃO GUINCHO! FODA-SE! AHHH E TAL TOMA LÁ SACAS COM MILHO!! FODA-SE! NÃO PEDI RATOS! - Ai trazem? Hehahehahehaheha!! Hahahahahahahahah!!! Hehahehaheha!!!! - Não saio daqui até chegares!!! - E um ratinho lá faz mal a alguém?? Hahahahahahehahehaheha!!! - Quero lá saber dessa merda! Não quero um rato no carro! Ouve lá… vais demorar??? - Não, mais dez minutos e ‘tou ai. - Até já atão. Fodaaaaaaaa-se. Oh, pá!!!! - Hehahehahehahehahehahehahehahehahehaheha!!!! Fiquei a olhar para o carro… para as sacas… de vez em quando lá me aproximava um pouco mais para ver se o bicharoco se decidia por fugir… A este ponto, devo ressalvar que eu não tenho medo de ratos. É mais uma espécie de nojo. São nojentos. São sujos. São yuk. Arrepiam-me, mas consigo tocar neles. Tem é de ser nos meus termos, não nos deles. Tem de ser por decisão minha, não por imposição deles. Cabrões. Bem, cerca de 3 minutos depois, chega Sr. Pai de Sr. Mr. Gajo. Ao ver-me plantada no passeio com o carro todo aberto e a abarrotar de sacas, perguntou-me o que estava ali a fazer. Respondi-lhe que tinha um rato dentro do carro e que estava à espera do filho dele para o tirar. Começou-se a rir (deve ser de família… fala-se em ratos e riem-se). Perguntou-me como é que eu queria tirar de lá o rato. Respondi-lhe que eu não queria tirar de lá rato nenhum, daí estar à espera do filho dele… Disse-me que não havia nada a fazer, que o bichano já se devia ter escondido algures dentro do carro e que só desmanchando o mesmo se poderia caçá-lo. Respondi-lhe que o bicho de certeza que estava ainda no porta-bagagens e que bastava tirar as sacas todas para descobrir o cabrãozinho. Riu-se novamente. Voltou a frisar a dificuldade da tarefa mas começou a mexer nas sacas. Eu afastei-me. Disse-me que os ratos são sempre os primeiros a abandonar o barco e que às vezes só são os últimos porque não têm asas… Fiquei a olhar para ele e a pensar na hipótese de os ratos teres asas… Perguntou-me se o carro tinha luz. Respondi que sim e acendi as luzes internas do bólide (a muito custo porque tive de entrar para o banco de trás para o fazer…). Dois segundos depois, lá se viu o bicho a saltar por cima das sacas, todo contente. Eu - Eu não disse que ele estava aí!! Eu disse!! Eu disse!!!! Ele - Ai o cabrão… Eu - Tenha cuidado! (não faço a mais pálida ideia porque disse isto… mas pareceu-me bem na altura…) Ele - Hahehahehah!!! Ai o cabrão… Oh-Oh! Querem lá ver… hahahehahehaheha!!! Eu – Ooooooooooohhhhhhhh paaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa! !!!!!! (mais saltinhos) Chega Mãe de Sr. Mr. Gajo. Ela - Atão? ‘Tás aí a fazer? Eu - Tenho um rato dentro do carro. Ela - Hahahahehahehaheha!!!! (vêem?) Eu - Oh, pá! Pai de Sr. Mr. Gajo – ‘Tá aqui… vês? É tão pequeno! Isto lá faz mal a alguém!! Eu – Pois, ‘tá bem… mas eu prefiro não andar com nenhum no carro! Mãe de Sr. Mr. Gajo – Ahhh! Veio com o milho? Hahahehahehah!!! Atão, as galinhas até agradeciam! É chicha! É a proteína!! Hahehahehaheha!!!! Eu – Ouça lá… Chega Sr. Mr. Gajo. Olhou para mim, viu o carro todo aberto… iluminado que nem uma árvore de natal. Ele - Hahehahehahehahehah!!!! Eu - Oh, pá! Ele - Hahehahehah!!! Atão, tinha ratinho??? Eu - O teu Pai já o apanhou…… Ele – E tens os faróis ligados porquê? Para veres para onde ele foge??? Hehahehahehah!!! Eu – Não, pá! Oh, pá!!! O teu Pai queria luz!!! Ligaram-se todas!!! Ele - Hahehahehaheha!!!! Hehahehahehah!!!! Enquanto isto, rato é cuidadosamente (!!!!!!) atirado para dentro de contentor do lixo… Eu passo a respirar melhor. Mãe de Sr. Mr. Gajo – Atão e já viste se há mais algum dentro das outras sacas?? Eu – O quê?!?!?! Oh, pá!!!! Oh, pá!!!! (começo com espécie de dança de saltinhos e riso nervoso enquanto olho com ar suplicante para Sr. Mr. Gajo…) Pai de Sr. Mr. Gajo – Agora só tirando as sacas todas! Eu – Oh, pá!!! Oh, pá!! Oh, pá!!! Sr. Mr. Gajo – Vá… vamos lá ver. Hehehahehahehah!!!! Afasto-me mas não sem antes ter visto mais um rato aos saltos por cima das sacas… Eu – Aaargrhgaraghagrga!!! Há mais um!!! Há mais um!!! Merda para isto!!! Foda-se! Ai desculpe… Oh, pá!!!!! Mãe, Pai e Sr. Mr. Gajo – Hahehahehahehaheha!!! Hahehahahahehahehaheha!!! Eu – Eu vou mas é ligar à minha Mãe! Ela que venha buscar as sacas e o milho e o rato e tudo! Porra! Ela que fique com o rato no carro dela!! Mas porra! Granda Brutus! É mesmo estanque! Nada sai desse porta-bagagens! Pai e Sr. Mr. Gajo (enquanto tentavam apanhar o fugidio do segundo rato) – Hehahehehahehahehahehaha!! Cabrão!!! Levanta aí!! Hahehahehaheha!!! Olha aí! Ai! Cabrão! Hahehahehaheha!!! Pego no telemóvel. Eu – Mãe! Vim buscar as sacas. O milho trás ratos. Anda cá tu buscar isto tudo que eu não quero ratos no meu carro! Ela – Hahehahehahehahehahehahehahehaheha!!! Eu – Ai a porra! Ela – Hehahehaheha!!! Mas como é que sabes que tem ratos? Eu – Porque vi o primeiro a saltar para dentro do porta-bagagens mas esse já ‘tá no lixo mas agora apareceu outro e EU NÃO O QUERO DENTRO DO MEU CARRO!!! Ela – Hahahahahahahahahah! Eu – Mãe?! Ela – Hahehahehaehaheha!!! Hihihihihihihihihih!!!! Eu – MÃE!!! Oh, pá!!! Sr. Mr. Gajo – Não é preciso ela vir. Tenho ali sacas. Mudamos tudo… Depois levam isto. Informei querida Mummy (!!!!) de tal facto. Pai de Sr. Mr. Gajo – Olha! ‘Tá aqui… pronto! Eu – Esborrachou-o! Oh, pá! Pai de Sr. Mr. Gajo – Hahehahehaheha!! Atão querias que fizesse o quê??? Estava escondido no guarda-chuva! Pronto. Já ‘tá. Mãe de Sr. Mr. Gajo – Pronto. Já podes dar o milho às galinhas sem ratos! Hehehahehaheha!!! Procedeu-se com verificação de porta-bagagens para ver se havia mais algum escondido… Não havia. Chegou-se à conclusão que seria difícil saírem do porta-bagagens. Sr. Mr. Gajo – Tens de meter aí uma ratoeira. Eu – Porquê!? Sr. Mr. Gajo – Se houver aí mais algum… Eu – Oh, pá!!! Não pode!!! Porra! E se houver e se decidir aparecer enquanto estou a conduzir!?!?! Oh, pá!! (mais saltinhos) Sr. Mr. Gajo – Mete uma ratoeira. Eu – Mas isto tem alarme!!!! Se houver, dispara o alarme!! Sr. Mr. Gajo – E quando tens uma mosca dentro do carro… também dispara? Eu – Não… mas as moscas são pequenas… o rato é maior!!! Sr. Mr. Gajo – Hahehahehahehahehahehhehaheha!!!! Eu – Ehhhh. Oh, pá!!!! (mais saltinhos que provocaram mais risos) E pronto. Mais tarde nessa noite, já com bólide de querida (!!!!) Mummy, lá se transferiram as sacas para dentro de outras sacas, atando-se as mesmas para que nada escapasse. Escusado será dizer que carro é agora alvo de auditoria minuciosa sempre que entro nele… Cada barulho fora do sítio é comentado com um “Não quero saber!!!! Não quero saber!!” É tão bom viver no campo. Entre vacas à solta e ratos voadores… é tão bom viver no campo! Fodaaaaaa-se.

43 comentários:

Finúrias disse...

Queres ver que também sou da família deles por me ter rido tanto !!!

hehahehahehahehahe
hahehahehaheha
hehahehahehahehahe
hahehahehaheha

Acho que acabas de ganhar o tão desejado prémio do "1º Grande Concurso da Choradeira do Outra Merda Qualquer"

Parabéns Me

Ahahahahahahahahahahah

Me disse...

Oh Finúrias!!
Tu não tens pena de mim!?!?!?!
Ando eu com manada de ratos dentro do carro e tu ris-te!!!

:(

:)

(eu agora também me consigo rir... agora....)

Vitor disse...

Um ratinho... dois ratinhos... humpf!

Vitor disse...

Se ainda fosse uma rata...

ou duas, vá!

Me disse...

Oh Vitáro!!
Queres?
Eu trago-te uma dúzia deles e depois logo vês se há elas pelo meio!!

YUK!!!!!!!!!! BLECK!!!!!!

Anónimo disse...

Oh amiga o que faz isso é passares muito tempo em Lx, no campo é que se está bem, no meio da bicharada, com os pés descalços na terra!
Eu ontem fui passar o dia a uma herdade, andamos a tarde na charneca a apanhar espargos, e sabes onde sabes sabes na tapada das vacas eram para ai umas 200 a 300 vacas e um touro, tudo animais bravos, mas foi muito fixe, sabes bem que eu deliro com estas coisas, com estes dias bem passados!
Tirando estes animais de grandes portes, estava minado de formigas chatas e outros bicharoucos minusculos, finda a recolha do lanche, regressamos ao monte, enquanto o cozinheiro preparava a aptitosa refeição nos permaneçemos no jardim, onde de repente tivemos mais umas companhias animalescas, desde cães e gatos que isso lá já é habitual, apareçe uns amigos saltitões, gafanhotos e conforme estavamos a conversar conforme ficamos, os bichos não fazem mal a ninguem! Todos estes bichos no seu habitat natural o verdadeiro campo!
E quanto menos esperas teras dias assim tambem! ;))

Ps.: Informo te desde já que ratos com asas são morcegos! Hehehehe

Beijos
Ass.: E.M.

Gata2000 disse...

A vida do campo é linda, faz bem à saude, e trás apensa..ratos!
Ai que bom que é viver na cidade, no meio da poluição, longe dos ratos. Eu tenho medo de ratos, mas é mesmo medo! E nojo e tudo e tudo!O resto não me incomoda, aranhas, melgas, baratas, venham elas que eu squash, agora ratos....grrrrr^(estou assanhada!)

Me disse...

Oh E.M.,
Isso é tudo muito bem... yeah, yeah, yeah!!!!
E se te pusessem um ratito no bólide??? Hmmmm????

Andar a apanhar espargos no meio dos gafanhotos e dos touros... na boa. Andar com ratos no carro!?!?!?
YUUUUUK!!!!!
Oh, pá! Não gozes tu também!!!

Gata 2000,
Onde é que já se ouviu uma gata ter medo de ratos!?!?!?!
Oh mulheri! Quando arranjar a ratoeira dou-te uma a ti também... ;)
(e em Lisboa não há ratos... há ratazanas... YUKKKKK a dobrar!!)

Anónimo disse...

Eu não tou a gozar, sabes bem que os meus pais tambem criam galinhas, coelhos e em tempos tambem criavam porcos, e todos se alimentam com milho e farinha e volta na volta tambem anda lá ratinhos e ratinhas, ate ninhos dos mesmos e gostam muito de andar a passear na horta! Hehehe
E para tua informação só ainda não calhou tambem ter ratos no carro, porque tambem já fui buscar muitas vezes comida para os bichinhos de estimação ou melhor de alimentação! Hehehe
Os bichos que eu mais detesto, mas detesto mesmo são as osgas e cobras, essas é que para mim são nojentas!
E na casa dos pais do Sr. Gajo mora lá uma e tá sempre a vista na parede ao pé da porta de entrada, passo sempre lá com um olho na bicha para ver se ela não me salta para cima!

Ass.: E.M.

Me disse...

EM,
Hehahehahe!!
A casa dos meus pais também tem osgas de estimação... mas essas são pacíficas para mim. Elas não saltam... e no inverno, hibernam. Só quando vem o tempo quente é que se mostram.
A vida no campo tem destas coisas! (e quem nos ler pensa que vivemos no campo mesmo... o que não é verdade... mas pronto... deixá-los pensar isso... não lhes faz mal nenhum!)
Beijos!

Anónimo disse...

Sim eu sei que elas só saiem quando começa o calor e que são pacificas, mas akilo é um bicho feio para mim tem um aspecto nojento. mas tambem ha sitios aqui que as vezes nos divertimo nos a conta las, a ver quantas estão esparramadas numa parede só! hehehe
Podemos considerar que vivemos no campo, num monte, desde que consideremos a nossa vila um monte, porque estamos rodeados da leziria verdejante, das pastagens dos touros e dos cavalos, banhadas pelo rio e pelas suas valas, onde se pesca belas enguias e peixes, não esquecendo o maravilhos camarão do rio, há e o belo do caracol!
E o mais importante é respirar o ar puro, o cheiro da natureza o cheiro da terra molhada!

Ass.: E.M.

Vitor disse...

Palpita-me que isto se vai tornar uma visita escrita ao jardim zoologico...

O que quer dizer que agora vou ali dormir a sesta e já volto...

quando chegarmos à parte dos gelados avisem!

Me disse...

Oh Vitáro...

Jardim Zoológico?
E achas que há poucos animais em lisboa, é???

PFFFF!!!!

Cem disse...

e é tão bom quando entramos em casa e de repente, no chão, desliza uma cobra!!!

Ok, Ok, não tinha 2mt, mas tinha bem mais que 19cm!! FODA-SE!

e pior, pior, foi que quando a dita entrou para o wc eu resolvi fechar a porta para assim ter o "petisco" pronto quando houvesse alma caridosa(=a homem!) lá em casa.

Resumindo:
Ao final do dia quando chegámos a casa e abrimos a porta do wc, tal inspectores de CSI, procurando por quaisquer vestígios da dita... a gaja nem se deixou ver!!

Oh foda-se! Foi desviar tudo e mais alguma coisa, procurar pelos cantos, atrás do que houvesse e nikles batatóides!

Até incenso queimámos na tentativa que a gaja desse de si (ou tossisse!!) e queimámos tanto que durante uma semana tive nevoeiro cerrado lá em casa!

Pior mesmo foi ter de ir dormir (que a noite já ia longa!) sabendo que havia uma cobra em casa

haaaaaheeeeeehaaaaaa

e nem o facto de fechar a porta do quarto e de este ser numa andar acima do piso do wc onde se encontrava a cobra (presumiamos nós, uma vez que a gaja nem se deixou farejar!) nos impediu de acender as luzes a todo e qualquer barulinho que parecia estarmos a ouvir.

Na manhã seguinte, a jovem donzela (EU) sozinha em casa (e não não é a continuação da saga do "malone"), acabada de acordar e de uma ida à casa de banho (esta no piso superior) ao descer, ainda ensonada, as escadas, e olhando para o piso inferior... depara-se com a comissão de boas vindas:

Oh Foda-se! Estavas-te a guardar p'ra mim, né?!

Olhem-me que pequeno almoço me havia de calhar, heim?!

Enchendo-se de coragem, pois não tencionava dormir mais uma noite sabendo de tal presença lá por casa... fui-me a ela e lá consegui dar-lhe umas pauladas até a levar para a rua e ficar imóvel (a cobra!!)

É claro que quando o pessoal olhava para a dita... bem não tinha 2mt mas tinha muito mais de 19cm, é coisa p'r assustar, não?!

Adoro viver no campo!!
(e ratos nem conto!)
:))

Me disse...

Cem,
É muuuuuuita fixe, né?
Uma vez, na casa dos meus pais, a minha descobriu um camaleão lindinho a passear-se por uma das plantas que por lá tem... Ela tem pavor a cobras e lagartos e afins.
Largou um grito tão grande ou tão pequeno que aí uns 5 minutos depois veio o filho do vizinho dizer que o bicho era dele e que se a minha mãe não se importasse, que o deixásse andar por ali durante uns dias porque o quintal deles não tinha tantas plantas...

Ok. Não é história de viver no campo, mas... tem piada.
O sacana do camaleão voltou para o dono uns dias depois. Ficamos com saudades de o fazer mudar de cor (era tão fenomenalmente fixe que passávamos a vida naquilo). Talvez o trabalho extra o tenha feito fugir???

:)

Cem disse...

ahahahah

nem o camaleão se safa

"metes" o pessoal todo a trabalhar!

PKB disse...

Contigo é que eu não vou ao boleia, dassss! :p)

Me disse...

Cem,
Era para pagar a estadia...
;)

PKB,
OH!!!
Obrigadinha!!!
Eu acho que não está lá nenhum... mas até me passar a neura...
BBBBLLLHHHEEEEEEEECCCKKKK!!!!!! YUK!!!!

Anónimo disse...

Olha pronto, ao fim de tantos anos é que agora precebi porque é que os camaleões que eu ia tendo fugiram, era excesso de trabalho que lhes dava, pois eu arranjava uma data de panos de varias cores so para os ver mudar de cor!

Ass. E.M.

Me disse...

EM,
LooooooooloL!!
Hahehahehaheha!!!

Era escravatura!!!

Tonta :)

Anónimo disse...

Pois se calhar era, mas eu ate matava as moscas e alimentava os à mão, fome não passavam, foram uns ingratos isso é foram!:))

Ass. E.M.

Me disse...

Cabrões!!!!!!

Se comessem ratos, ainda te arranjava uns quantos...

;)

Anónimo disse...

Oh mas já foi à tantos anos, presentemente não tenho bichos de estimação o ultimo que tive foi uma egua e gatos também não sei quem tenha! Olha boa vou te oferecer um gato para andar contigo no carro! Hehehe

Ass. E.M.

Me disse...

Detesto gatos.
Não gosto deles... são manhosos...

Se calhar ainda fazia amigos com o rato e proibiam-me de entrar no bólide...

se me vais oferecer um gato, tenho de arranjar um cão.

Mau... esses não comem milho!!! 'tá mal. Lá se foram as minhas contenções de despesas...

Anónimo disse...

Ok Ok, eu não te ofereço gatos, vou te oferecer um pintainho daqueles bem amarelinhos, para lhes dares milho e tambem te ofereço milho para ele e para ti mas daquele que tu gostas, aquele que saltita dentro da panela ou do micro-ondas! ;)
Ass. E.M.

Nicole disse...

Ok... Ri-me... muito... O relato está fantástico!

Se fosse comigo... eu não voltava a entrar dentro daquele carro sem o desmontar peça a peça. :)

Eu não quero amizades com ratos, cobras, baratas e o piorzinho de todos é aquele bichinho preto com pintinhas amarelas... Que nojo!

Anónimo disse...

Parabens amiga no fim de um dia de trab em que tou um pouco cansadita conseguiste-me por a fazer figura de maluca a rir sozinha na loja o que vale e que passou ninguem na rua pa ver a minha figura (acho eu!). Mas ta brutal este relato com direito aos dialogos!
Mas o que eu acho que me fez mais rir ainda foi o facto de conhecer as personagens e de imagina-las a dizer aquelas coisas e a rirem como so eles sabem, entao o Mr Sr Gajo que e homem do campo e com o tamanho que tem na vai ser um rato que o vai assustar!
Isto realmente so contigo uma cena destas mas tiveste a altura mulher se o rato na foi convidado na tinha nada que entrar e mais as sacas sao vendidas ao peso ou a saca? É que de qualquer das maneiras pa terem ratos la dentro ou roubaram espaço ao milho ou susbstituiram peso do milho! Lol ja viste que foste roubada pagaste milho por ratos e nem com os ratos ficaste?! Hehehehe
Jokas
Ass.: N.G.

Irremediavelmente Inconformado disse...

desculpa mas é inevitavel nao me rir!

sim, acho que concordo com o finurias... assim ja ganhaste!
para a proxima ficas proibida de participar

:p

Lizard King disse...

Bolaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaass!!!!!!!!!!!!

Um fim de semana que a pessoa sai e dá nisto: é a puta da loucura na terriola...ele fogem vacas, ele soltam ratos em bolides...é injusto :(

Vamos a repetir no próximo fds, se faz favor, que também me quero rir e conhecendo as peças intervenientes, valha-me a Santa, perdi mesmo um magnifico espetáculo ;)

K disse...

Ahahahahahahahahahahah! Lindo!! O que me ri! Não que não fizesse as mesmas figurinhas ou piores mas o texto está lindo! Já ganhaste mulher! Agora vou lembrar-me de nunca entrar no teu carro. Apre!!!

Me disse...

EM,
Ahhhh pipocas!!! Quais pintos quais carapuça! Isso é lá no condomínio. E os que lá estão já me deram trabalho suficiente!!!
:)

Nicole,
Que bichos pretos com pintas amarelas são esses? Abelhas genéticamente modificadas? Eh, pá. Vais-me desculpar, mas bolas. Não estou mesmo a ver!
E obrigada pelas gargalhadas! Ao menos isso!
:)

NG,
Tu não me digas nada.
Já disse que a maior galinha e o maior galo vêm para mim! Deixa-os crescer... vai haver churrascada. Ai vai!!!!
:)

Irremediavelmente Inconformado,
EU FIZ-TE RIR!!!! O MOÇOILO RIU-SE!!!!
YEAH!!!!!
;)
Ahhh rapaz. You made my day!!!!
:)

Lizard King,
Ahhh pois é! Não sabes mesmo o que perdeste... Nunca me viste aos saltos e aos pulinhos e a andar sem parar e a flipar e a rir nervosamente enquanto os outros se riem com vontade?!?!?!
Não!?!?!
E ratos aos pulos por cima de sacas de milho?? Não?!?!?!
Pois. Duvido que haja repetição!
Chiça Punico!!!
:)
Glad you're back.

K,
Isto não estava a concurso, pá! Depois ainda dizem que andei à procura de ratos para ganhar a Choradeira...
Ver se isso fica resolvido esta semana. Ainda estou à espera de algumas participações especiais...

Mas gosto que te tenhas rido :)
Gosto de contribuir para a alegria do pessoal
:)

Beijos a todos!!!

Eduarda disse...

o d e i o RATOS!!!
pergunta a Cris o tratamento que os ratos levam aqui deste lado!!!!!! :)

s disse...

Ahahahahahaha
Ratos... yuk... são nojentos!!

Tens a certeza que nenhum se escondeu ao pé do pneu suplente?

Me disse...

Eduarda,
Se quiseres, arranjo-te dois homens muito capazes e bem habituados a apanhá-los em espaços confinados...
;)

S.,
Ouve lá... e tu não tens mais nada que fazer sem ser meter-me essas ideias na cabeça!?!?!
Eu penso que não esteja! Estivemos a ver a coisa e não havia forma de os gajos se escaparem nem por baixo do tapete da bagageira, nem por entre os bancos (que era o meu maior medo...)...
Oh, pá! Oh, pá! Oh, pá!!!

SHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!!!!!

s disse...

Desculpa lá 'miga, mas eu pelo sim pelo não, ia lá dar uma olhadela!!

Oh Oh!!

Me disse...

S.,
EU NÃO!!!

Aliás... hoje até deixei o bólide a lavar e limpar ali no serviço providenciado pelo estacionamento onde deixo o carro......... la-la-li-li-la-la-la-li-li....

;)

PKB disse...

Põe umas pastilhas de 305 Forte no porta-bagagens! :p)

Beijocas!

Cristiana disse...

Me,
O ultimo rato que me apareceu à frente afoguei-o em alcool etilico!
Sacana do rato a querer entrar comigo FDP morreu afogado até guinchava só não lhe peguei fogo porque era capaz de ser mau exemplo para as crianças mas a minha vontade sei eu qual era!!!

Tenho fotografias a registar o momento do afogamento sacana do rato!

Bom mas tu só pegando fogo ao carro ... tadinho!!

Ahahhehahehahehaheha

Me disse...

PKB,
E depois ando com o carro cheio de vomitado de rato ou com rato explodido nos vidros!?!?!
AIIII!!!! Oh, pá!!

Cristiana,
Eh, pá, porra! Isso é que são requintos de malvadez!!!
Fonix!!
Uma vez matei uma lagartixa com pó das formigas... demorou, mas funcionou... mas não tirei fotos. Damn it!!!
:)

Nuno T disse...

Deste post depreendi o seguinte:
- dizes muitos "oh pa"'s.
- Abusas dos "foda-se"
- dás saltinhos regularmente
- os ratos não têm asas
- ainda não sei onde fica Samora
:p
bjs*

Me disse...

Nuno,
loooolol!! Pois...
Foi uma cena que só vista... haja alegria!!

Abuso dos foda-se?? Foda-se! Não abuso nada!!!!
Ehhh...

Samora fica ali prós lados de coiso, logo a seguir à coisa... tás a ver? depois é sempre em frente e quando te mandarem voltar para trás, estás lá!

:)

Tonto

Fallen, The Countess disse...

Kakakakakakakakakakaka!!! Nunca me ri tanto com tamanha aventura em relato! De levar às lágrimas...

Me disse...

Fallen, The Countess,
Lágrimas??? Falaste em lágrimas????
Podes precisar quantas???
É que temos aqui o concurso da choradeira e o sistema de pontuação é precisamente esse!

I WIN!!! I WIN!!!! I WIN!!!!!

;)

(tankiu, my dear. hoje também eu me consigo rir da coisa... desde que não vá ao portabagagens, claro...)