31.3.09

Oh eu a ser desafiada…

Recebi este mesmo desafio por parte de duas lindas meninas… a uma respondo atrozmente atrasada; a outra, em menos de 24 horas. A uma peço desculpas (Me SORRY!!) a outra digo “Aí ‘tá!”. A todos digo que, eh, pá… esta coisa dos desafios… prontes, é giro e tal… mas… prontes… ehhh… por mim tudo bem. E então, no que consistia o desafio? Pegar no livro que se anda a ler, abrir na página 161 e transcrever a 5ª frase da página. Antes de mais, devo deixar aqui o meu protesto contra esta coisa. Devíamos poder escolher a frase à vontade!!! Mas pronto, regras são regras e vocês sabem como eu gosto de cumprir com regras… ou não, ou não. Gata 2000 (e com direito de prioridade…) Para ti, não escolho o livro que ando a ler… Não. Escolhi um dos livros de um dos meus autores preferidos: Bill Bryson. Nem todos o conhecem, mas vale bem a pena. O Sr. é um jornalista Americano que foi para Inglaterra durante uma data de anos e depois decidiu voltar para a América com esposa e filhotes devidamente inglesados. Tem um sentido de humor arrasador e uma forma de contar as suas histórias que é encantadora, brilhante mesmo. Escreve maioritariamente sobre as viagens que faz pelos continentes deste mundo (ainda que tenha muitas mais obras) e é tão incrivelmente deliciosa acompanhá-lo que tenho quase todos os livros dele. Bill Bryson – Notas Sobre um País Grande - Edições Quetzal
Livro sobre a viagem que fez pelos EUA aquando do seu regresso à terra Natal e ao choque que foi voltar ao país depois de anos e anos em Inglaterra. É preciso contextualizar… Página 161: “Comer uma costeleta de porco por semana é estatisticamente mais provável de causar cancro do que ficar sentado sistematicamente numa sala cheia de fumadores”. E a continuação (não resisto…): “Tal como consumir uma cenoura cada semana, um copo de sumo de laranja cada duas ou uma alface cada dois anos. Temos cinco vezes mais possibilidade de contrair cancro do pulmão através do periquito de estimação do que por sermos fumadores passivos. Reparem que eu sou totalmente a favor da proibição do tabaco. É algo sujo e repulsivo, pouco saudável para o fumador e deixa queimaduras feias na alcatifa. O que quero dizer é que parece um pouco estranho interditá-lo com base na saúde pública quando não parece haver problemas em deixar um louco qualquer ter a sua arma ou conduzir sem o cinto de segurança.”
----
S (resposta atempada) Para ti, o que efectivamente ando a ler, ainda que a muito custo dado o meu tempo não permitir tais devaneios de alma. É um livro do autor Will Ferguson, aquele que escreveu “Felicidade” e que também tenho. Tem uma escrita muito fluida, muito rica, um sentido de humor tão subtilmente perspicaz que me dá comichões. Escreve em inglês como nós escrevemos em Português: frases longas, interligadas… cheias, a arrebentar. Muito bom. Foi deste livro que retirei a frase uma vez aqui colocada no estamine: “Para um homem com um martelo, tudo parece um prego” – ditado finlandês. Will Ferguson – A Educação de um Vigarista – Edições Asa
Página 161: “- Não posso.” O livro fala da vida de um rapazito de um santa terrinha triste no início do século XX, nos EUA, e a forma como ele trava conhecimento com um casal de vigaristas profissionais. Conta a história da vida que levam, do que fazem, dos sítios que visitam e das pessoas que burlam. Ainda que seja este o mote da coisa, com a devida dose de humor refinado pelo meio, o livro é sobre o processo de crescimento, sobre o certo e o errado, sobre o que é correcto, sobre o que é aceitável, inaceitável, moralmente questionável, sobre, como diz o autor “As pessoas gostam e querem ser enganadas. Nós estamos cá para lhes fazer esse favor. E ainda nos agradecem!”. Recomendo. É um livro sério, cheio de significados nas entrelinhas. E pronto! Às duas moçoilas, tankiu!! por se terem lembrado aqui da Je e por me terem feito regressar a estes dois mundos lindos durante um cadito. Já ‘tá.
(e não, não vou escolher mais cinco pessoas... sorry... sou do contra o que é que querem?!?!)

24 comentários:

Gata2000 disse...

Estás perdoada. A escolha dos EUA teve alguma particularidade por eu estar sempre a dizer que a minha viagem de sonho é a Nova Yorque, e que desde os 18 anos que tenho prometida uma coast to coast com um amigo de longa data?

Me disse...

Oh minha linda... por acaso não.
A escolha foi feita da seguinte forma:
Agarrei em todos os livros que tenho dele, espalhei-os no chão, fechei os olhos e peguei num (eu adoro-os a todos... não me conseguia decidir, entreguei a coisa ao destino).
É karma!!!!!! Só pode!!!
Se já tens essa vontade, então lê o livro...

:)

K disse...

Hmmmm......o primeiro livro desperta-me a atenção....hmmmmmm


Já te disse hoje que gosto de ti?! ;]

Me disse...

K,
Ainda bem!!!
Experimenta!!!! Todos valem a pena...
:)

Lê mulher, lê e depois ESCREVE!!!!

s disse...

Fiquei curiosa sobre o primeiro autor!
Não conheço, mas vou tratar disso.
Para alguma coisa servem estes desafios!!
ehehe

Beijoca

Me disse...

S,
Eu adoro o gajo. É mesmo daquele tipo de homem que todos adorariam ter como avó ou tio... 'tás a ver?
É fantástico.

E sim, é para este tipo de coisa que servem os estes desafios... para isso e para me lembrar que não tenho tempo para fazer uma das coisas que mais gosto de fazer: ler. adoro, adoro, adoro.

Fico contente por teres ficado feliz com a coisa
:)

Vitor disse...

Como se nós acreditassemos que tu sabes ler!


(Não a Playgirl e a Gina, não são ramificações da literatura moderna)

Me disse...

E quem disse que sou eu quem os lê?
tenho alguem que MOS lê...

dahhhhhh....

por isso é que prefiro os livros de colorir. mas pronto.

Gata2000 disse...

Eh lá livros de colorir são com o Vitor que até encontra uns lapis de cera que só pintam no papel! LINDO

Me disse...

Gata 2000,
Tens noção que essa agora acabou de me passar completamente ao lado, não tens?????

EXPLAIN PLEASE!!!!!

Oh, pá!!!

Vitor disse...

MÉ - Tens pessoas que te lêem livros?
Giro!
Isso diz muito da vida sexual das pessoas, sabes...


(Os lápis de cera foram um presente para o puto da Gata 2000, para que ele se habitue a pensar que há coisas que se devem fazer no papel e outras que se devem fazer contra a parede, nos sofás, nos tapetes... uma coisa pedagógica portanto)

Me disse...

Vitáro,
Pois... em relação à minha vida sexual, também tenho alguem que me vai dando uma mãozinha, e não só, com isso... e sim, sobre isso podia dizer-se muito, mas tu não tens nada a ver com isso...

:P

(obrigada pela explicação em relação à Gata 2000...)

Vitor disse...

MÉ - Ora aí está uma belissima associação de conceitos que traduz muito daquilo que não se quer dizer!

"Maozinha" e "Vida sexual".

(ainda assim, pela quase amizade que sinto por ti, aconselho-te a rever o conceito de "Vida Sexual")

Me disse...

Meu quasi-qualquer coisa,
Mãos, línguas, dedos... vale tudo nessa coisa que se chama VIDA sexual... vida, tás a ver? algo de grande e cheio e pleno??

Se parásses de recorrer aos aspiradores saberias que houve evoluções desde a última vez que meteste as patas em cima de alguém... ou tu conseguias fazer tudo sem tocares (com as mãos) na pobrezita?
Daí talvez os aspiradores... não me digas que arranjaste um que seja telecomandado!?!?! Fónix!!

Tens alguma coisa a dizer sobre essa aversão às mulheres? Estamos cá para te ouvir...

Vitor disse...

MÉ - O QUÊ?
Já Há versões de aspiradores telecomendados?
Daqueles que um tipo está no sofá e não tem de os ir buscar à despensa?
Daqueles que basta carregar num botão?

Oh porra que o gajo da loja me enganou!

Me disse...

'Tás a ver?
Tótó.

Vitor disse...

MÉ - Tou, Tou!

Me disse...

És, és.

Me disse...

(Vitáro,
"Doi-me a cabeça"... nada de "fodinhas" hoje... sorry...)

Vitor disse...

MÉ - Não te preocupes!
Eu sou exigente!

Me disse...

Deves ser deves... ainda nem sabias dos aspiradores telecomandados...

olha... parece que me está a passar a dor... talvez ganhe outra pra compensar... TU!

:P

morcego persistente disse...

só pa dizer que tou por aqui e que volto...=)

Tb nao conheço o primeiro autor de que falas mas vou tb investigar...eheheh..

Beijos

Fallen, The Countess disse...

Epa, eu até vinha cá meter o bedelho, mas a discussão está a entrar no campo sexual e a minha religião não me permite...

Me disse...

Morcegadas,
Hello!!!!
Vai e volta que ainda me encontras aqui...!!!
BEIJOS!!!

Fallen,
Oh Mulher, tu sabes lá da ramboia que isto é... às vezes, não há mesmo religião que permita... Já pensei em fundar uma religião só aqui para o tasco, mas o pessoal já não reza como antigamente...
;)