24.3.09

I want.

imagens: google
Because this shouldn't be so true... You can...

Otherwise...

Hmmmmmm......

26 comentários:

Gata2000 disse...

A desumanização "in progress".

Um dia, mais cedo do que desejariamos, etsremos todos perante estas verdades universais, isto se continuarmos impávidos e serenos enquanto a vida - para lá do nosso umbigo - continuar a rolar.

Me disse...

É uma queca muita mal dada, é o que é...
E contrariar? Impossible...

:(

Cem disse...

pois...

impávidos e não serenos...

Me disse...

Daí terem-se inventado os calmantes.... para serenar o povo....

Gata2000 disse...

Não foram os calmantes que inventaram, não te lembras da velha máxima do Engels, ou do Marx - a religião é o ópio do povo, depois com o Salazar foi o futebol, agora são os centros comerciais. Os calmantes são para nós, uma benção amiga, pena que eu já tenha largado as drogas!

Me disse...

Já Julio Cesar dizia: circo e pão...
Hitler também tinha uma expressão parecida...

Hmmm...

Largaste as drogas? Isto agora quase que parece aquela cena do filme Matrix... a escolha do comprimido... realidade ou sonho???

Creepy...

*tremelico*

Toze disse...

Sabes Me

Eu também queria mudar :(

Me disse...

Eu sei, eu sei.
acho que no fundo todos queremos... falta é às vezes a vontade... a oportunidade... Nunca estamos bem, mas porra, às vezes também não era preciso estar tão mal, né?

*suspiro*

PKB disse...

Cada vez mais somos apenas estatística, números, custos que se cortam. :/

Cem disse...

e qualquer dia até declaram o "dia dos não serenos" ou o "dia dos dependentes", o "dia do deix'andar", o "dia do não te rales", sei lá mais o quê que isto de dias "declarados a causas" é o que não falta

ahhh e agora o que está a dar são as horas (assim poupamos nos dias cortando umas quantas horinhas que dá para ninguém se peocupar com o assunto em questão)

como a de "poupar" a Terra

Razão têm as "irmãs" da PKB p'ra não querer ver!

Olha, poupemo-nos!!

(isto hoje está azedo, deve ser do calor!)

Me disse...

Cem,
Podes crer.
Uma vez usei a expressão "tranquila e sossegadamente deprimidos" para classificar o pessoal que apanha com trânsito e afins para ir e vir trabalhar.
Aplica-se a tudo.

Fico com comichões quando começo a olhar e a não gostar da vista... e se eu coçar e não passar... pior.

Poupemo-nos de facto. Mas não ao ponto de sermos poupadinhos... Entendes? Entendes.

*SUSPIRO-SUSPIRO-SUSPIRO*

Gata2000 disse...

Mas não concordo contigo quando dizes que é impossivel contrariar. Porque contrariar começa em nós, e mesmo que não consigas mudar o mundo, consegues mudar o teu mundo, senão pensa comigo:
se contrariares e explicares porquê às pessoas que te são mais chegadas, estás a mudar o mundo delas, se contrariares e educares os teus filhos nas tuas convicções, nos teus principios eles estarão mudados, e será como o esquema da piramide, mas neste caso, saimos todos a ganhar.
tendo em conta que a física quântica diz que estamos todos inter-ligados, a mudança começa em nós, e expande-se para o resto do mundo. Ilusão? talvez, mas eu estou disposta a tentar,e tu?

Me disse...

Olá Gata,
Tendo em conta que ontém (hoje) cheguei a casa às 6:15 da manhã por ter estado a trabalhar até às 5:00; tendo em conta que anteontém cheguei a casa às 2 e pouco da manhã por ter estado a trabalhar até à 1... e tendo em conta que hoje talvez não sai daqui antes da meia-noite, não é uma boa altura para me falarem de quântica física e coisas do género e do facto de estarmos todos ligados e sei lá o quê... Desculpa a rabujice...

Tens toda a razão. E eu concordo em absoluto contigo! Pratico é pouco... muito pouco. E é triste que se abra mão de certas coisas por outras que, espremidas, não valem a pena.
Contrariar o sistema começa em nós, de facto. temos de pegar no nosso mundinho e pintá-lo à nossa maneira, com as nossas cores. O problema é termos pintado o sacana de uma cor no passado e agora querermos mudar ser TÃO dificil. Instituímos certos princípios e depois parece mal mudarmos de ideias... entendes?

Eu sei que os meus filhos hão-de levar com as consequências boas e más do que me deram, fizeram, do que eu me dei, fiz... Só espero, quando os tiver, poder ter o discernimento possível para perceber essa tal coisa da pirâmide e assegurar que as cores do mundo deles iluminem os mundos dos outros. Quando eu me for, tenho de assugurar que fico "bem representada", certo?
;)

'Tou cansada. Não só fisicamente... 'Tou mesmo cansada.
Neste momento, paz e sossego. Amanhã talvez pense nas mudanças. Hoje, não desistir já me parece uma boa opção.

*suspiro*

beijos linda. Miaus para ti.

PKB disse...

REVOLUÇÃÃÃÃÕOOOO!!!

Me disse...

looolol!!
Oh, PKB, por mim tudo bem... desde que não se faça muito barulho e que de vez em quando haja comes e bebes... venha!

REVOLUÇÃÃÃÃÃÃÃÃOOOOOOOOO!!!!!

Gata2000 disse...

Rabuja! É um bom principio! Pode até ser o principio de uma REVOOOOOOLLLLLLLUUUUUUUUÇÃO.

Não se esqueçam de mim, tá?! É que eu também gosto de comes e bebes e manifestações e desfiles e paradas! E se não houver nada, pelo menos que haja comes e bebes, e hoje, só por ti, faço pouco barulho e deixo a brasileirada baixinho, enquanto danço que nem uma louca, ok?!

Me disse...

Feta??? queres Feta!?!?!?!?

AGAHGARAGHAGR!!!

VENHA!!!!

Mas, vá... desta vez organizem-se para n ser sempre eu agarrada ao churrasco...

Lizard King disse...

O cansaço parece ser uma "virose" (justificação que serve para tudo o que tem origem desconhecida) e um reflexo do estado que o país atravessa. As coisas não estão bem, mas já há 20 anos que não estão bem. Apesar de ter consciência que a crise economica é mundial, sinto que os mass média impolam a coisa passando constantemente noticias alarmistas.

A história mostra-nos que as crises são circulares e servem para manter o mundo em equilibrio: é preciso haver uma descida ao caos para que possa haver uma subida assente em melhores pilares.

A última que houve foi na década de 30, há aproximadamente 80 anos e foi semelhante e mundial: houve uma inflação em que os porcos encheram o bandulho, à custa disso caminhou-se para a deflação e os porcos continuaram nos seus chiqueiros a encher o bandulho. Chegou-se ao limite, houveram guerras civis e economicas os paises chegaram ao caos e à pobreza máxima e apartir daí recompos-se a economia mundial e voltou a haver qualidade de vida.

Se temos decádas de filha da putice em que ninguém arrancou os dentes aos porcos eles comeram tudo e a gamela ficou vazia. Os leitões aproveitaram-se e plantaram-se jipes, férias no Brasil e casas no Algarve...e não foi só isto. Talvez até seja uma gota de água no oceano o que escrevi...mas também é verdade que muitas gotas juntas fazem transbordar o copo.

Seja como for vamos tentar desligar-nos um pouco do materialismo, da recessão, do excesso de horas de trabalho e tentar apreender e valorizar o principal: nós próprios.
Não é fácil...mas também não é impossivel ;)

Me, as coisas vão mudar, não quando tu queres mas quando tiver de ser...e tu até sabes que é assim :)

Toze disse...

Por falares em comichões, Me

Acordei a cantarolar que nem um pardal ou um pintassilgo, ou seria mais, um canário de olhar esgazeado e voz rasgada, com letras de Mariza Monte e sonoridades de Devestations num quase-filme de Dead Can Dance com tímbalos a encerrar o show. Uma sensação estranha e nada normal, visto não fazer parte da rotina dos meus dias a boa disposição, alegria ou felicidade, ou outros adjectivos terminados em um, Smile. Este não é o meu acordar, definitivamente. Volto a deitar-me virado para lugar nenhum (o meu melhor lado) . Um emaranhado de visões à Maldoror, faz com que o cérebro pareça demasiado grande para o meu crânio. Algumas memórias atingem-me com a força de uma bola de demoliçoes. A memória tem essa força, quanto mais perturbadora mais persistente se torna. Fecho os olhos com força até doer e tento esvaziar a mente. Uma comichão no corpo se apudera de mim. Consolo-me até à chegada do sono.

:)

Me disse...

Lizard,
este meu "grito" não é assim tão altruísta ou generalista como possa parecer. estou mais que centrada no meu umbigo neste momento... é a tal coisa (e tens razão quando dizes que as coisas acontecem quando menos se espera - OH-OH!!!!! Hehahehaheha!!), esta coisa da mudança é mais em mim. Há coisas que eu sei perfeitamente que só as "tenho" porque deixo. E é aí que é preciso meter o tal "change". em nós. valorizarmo-nos. é isso mesmo. acho que, no geral, o pessoal dá muito pouco valor a eles próprios.
Vi o teu blog... o teu último post... não chego ao ponto que lá referes porque, bolas, eu tenho tanta coisa linda e fantástica na minha vida... coisas tão boas, boas, boas que ajudam a compensar outras (ou pelo menos a metê-las no lugar), mas... aquela coisa dos pilares? do equilíbrio? é isso.
não gosto de andar manca.
*sigh*

beijos para ti :)

Me disse...

Tozé,
A cantar e inspirado!!!
Bolas!
Muito bom!!!
Devia ir para post no teu cantinho!!

Change is coming... change is coming....

:)

Eduarda disse...

Me, o meu primo com 6 anos disse que quando fosse grande queria ser reformado ... tambem dá!!!


PS: ainda sobre os ratos: la sou mulher de ficar dependente ... eu mesma Arribento com eles!!

Vitor disse...

Queres mudança queres?

O que tu queres sei eu...

Mas não resistes a uma manete das mudanças, num é?


(Falas tu com ele, ou queres que lhe envie um sms?)

Me disse...

Eduarda,
Tu estima esse teu primo. Há-de ser um homem importante no futuro! Eu vostava nele, porra!!
;)
E em relação aos ratos, eu fui apanhada de surpresa com a saca nas mãos!!! E eu posso até arrebentar com eles, mas, para quê impedir que 2 homens se divirtam tanto com a coisa????
:)

Vitáro!!!!
Mas tu não ias de férias hibernar para a suazilândia ou coisa do tipo!?!?!? Perdeste o trenó foi?
Fogo... e nem um triciclo te deram!
Merda para estas companhias aéreas!

:P

(adeus-até-amanhã-minha-gente-que-me-vou-hoje-já-chega!!! REVOLUÇÃO!!!!!!!!!)

Toze disse...

e está lá...no outro "Nada"

shiuuuuuuuuuuuu :)

Me disse...

Já vi... e deixei os parabéns... shhh...

"Nada"... link no Ministério da Soltura... Shhhhhh...

SHHHHHHHHHHHH!!! Porra!!!