20.1.09

Inícios e Fins… e os Entretantos que Entretêm II

Mau. Vamos lá ver uma coisa. Agora que me conseguiram chatear a mona, vou ter que ir por um caminho que não me apetecia nada ir… Mas vá lá atão. O último post não versava sobre o amor, vosso deus. Versava sim sobre o fim das relações e daquilo que tanto homens como mulheres fazem quando nessa situação. Há quem aceite, siga em frente e parta para outra e depois há quem não largue o osso, por assim dizer, apesar de estar tudo terminado, apesar de todos os i’s estarem cheios de pontos, apesar de tudo ter sido mais que bem explicado.
Foda-se. Quando uma relação acaba, seja a bem ou a mal, nenhuma das partes tem o direito de andar a perseguir e a fazer a vida negra à outra pessoa. Ninguém. Ninguém tem nada que andar a enviar mensagens para provocar, para massar, para moer. Ninguém tem nada que andar a fazer telefonemas a horas pouco decentes para marcar presença, para dizer o que vier à cabeça. Ninguém tem nada que andar a rondar a casa de ninguém para ver o que se passa ou deixa de passar. Ninguém tem de andar a fazer chantagens e pressões psicológicas porque não aceita o fim de uma relação. Ninguém tem de andar a perseguir os novos e novas namoradas dos e das Ex, seja por que meio for.
Ninguém tem o direito de provocar medo, pânico e receio em ninguém. Ninguém. É isso que estraga a memória de uma pessoa nas nossas vidas. É lembrar o medo que se tinha de deixar o carro no sítio visível. É lembrar o receio que se tinha de ir a certos sítios. É lembrar o receio que se tinha de atender o telefone. É lembrar que uns meses antes podia-se ter estado numa perfeita lua-de-mel com essa pessoa e que agora se anda a ligar para a polícia para fazer uma queixa ou a ligar para amigos para se poder sair de casa à vontade. Estar tudo estragado é fazer um esforço enorme para manter as coisas num nível civilizado quando tudo o que apetece fazer é tomar a abordagem mais romântica do pé de cabra para dar cabo de algo que seja de valor à outra pessoa. É ter que ligar para casa e perguntar se está tudo calmo antes de aparecermos. Isso é estragar tudo e deixar uma memória pouco digna, pouco honrada. Foda-se. Quantas vezes não estive eu em sítios perfeitamente normais e com receio que fulano X ou Y aparecesse para vir chatear a cabeça a amigas minhas. Quantas vezes não tive receio de falar a amigos meus por saber que a Ex estava por perto e que fazer isso seria a mesma coisa que encomendar uma carraça para os próximos dias?
Porra, pá. Conheço um caso de uma rapariga que leva cargas de porrada do Ex-namorado onde quer que seja que ele a encontre. Já a tentou atropelar. Visitas ao emprego e agressões são pão nosso. Assaltos à casa dos pais a meio da noite para a acordar do sono… Mas alguém tem de viver assim? Já fizeram esperas, já levaram a tribunal, o gajo até já foi internado por um grupo de amigos dela o terem amassado… Tudo na mesma (nem vou falar das autoridades e etcs deste país que nestes casos aconselham as mulheres a mudar de casa e de número de telemóvel e pronto…).
O post anterior não falava sobre o amor. Falava sobre aquilo que somos quando deixamos de ter lugar na vida de alguém. Podemos ser uma boa recordação ou então uma queixa em tribunal. Era disso que falava o último post. Foda-se.

40 comentários:

K disse...

Eu tinha percebido.....

Me disse...

Pois, K. Mas há quem não tenha percebido bem... Talvez assim percebam melhor, não é Sr. Vítaro?????
:\
Ehhh.

É que não me apetecia mesmo nada. Mas pronto.

K disse...

Sabes bem que o Vitor gosta de desconversar. E ser do contra. E ficar na mó de cima. E é teimoso com'um raio. Não te enerves mulher que não vale a pena! ;]

Me disse...

:)
No problem.

Assim fica tudo esclarecido mesmo.

E sim, a teimosia é marca daquele rapaz. Chato d'um corno. Ehhh.

K disse...

Chato também é uma palavra que lhe assenta muito bem. Aliás, ainda ontem lhe chamei chato lá no pasquim dele!! ;p

Me disse...

e devias voltar hoje pra dizer o mesmo, não vá o moço esquecer-se...
;)

K disse...

Acho que ele tem bem consciência do que é. De qualquer maneira estou aqui a tentar lembrar-me se lhe chamei chato hoje....ah! mas ele gosta pá!!!

E não Vitor, não estamos a falar nas tuas costas, é assim mais ao lado, ´tás a ver? ;p

Vitor disse...

Ora então as meninas "chamarem-me"?

Em primeiro lugar é preciso esclarecer que o texto que agora publicaste nada tem que ver com o outro. O outro - do meu ponto de vista que é aquele que vale para fazer os MEUS comentários - fala da forma como temos de agir numa determinada situação para que quando as coisas terminem tudo fique na paz dos anjinhos e dos querubins e dos pombinhos e demais bicheza que habita o céu.
Nessa perspectiva a minha abordagem é muito clara. A ideia que os outros têm de nós, só é importante até ao momento em que essas pessoas querem estar ou devem estar nas nossas vidas, logo, para tal é importante que manifestem algum equilibrio, certo?
Falas também ainda que levemente das pessoas que não sabem ser ex, e foi nessa perspectiva que eu comentei que as pessoas só sabem ser ex quando são elas a terminar, quando não são... bem aí tens a burra nas couves, o caldo entornado e mais uma quantidade de clichês e frases feitas que se adequam muito à coisa.

Neste texto, sendo tu mais explicita, podem-se ver comportamentos no final do expectro do desequilibrio. Comportamentos violentos não merecem mais do que penalização e repugnância, e nesse aspecto temo que não tenha ironia suficiente para esconder uma carga de pancada no tipo ou tipa que tenham comportamentos violentos.
Por outro lado, devo acrescentar que eu já fui alvo de assédio (sim com direito a queixa na PSP e tudo), e por isso sem o valor da palavra "não" ou "fim". Tentei ser voluntário numa associação de apoio à vítima de violência doméstica, candidatura que me foi recusada por ser homem (!!!) e faço tudo aquilo que é possivel e está ao meu alcançe para terminar com esse flagelo (Sabias que até agosto tinham morrido em Portugal 43 mulheres vítimas de violência doméstica). Acho que tenho em relação a este tema um comportamento responsavel e que muitas das vezes passa por de facto "meter a colher entre marido e mulher"!

Feito este parentesis, continua a valer aquilo que disse anteriormentem, ou seja todas as relações vão terminar mais tarde ou mais cedo, como tal, o seu primeiro dia, é também o resto que lhe falta!

Me disse...

Pronto! Não batas mais nas ceguinhas!!!

Os textos são diferentes... Sim.
O primeiro mais equilibrado. O segundo mais raivoso por ter visto coisas a mais a este nível. Sabes que tenho sangue na venta... e este assunto é-me particularmente sensível. Não por alguma vez ter sido alvo, mas por acabarmos sempre por ser enrolados numa teia destas quando alguem proximo de nós é apanhada nela.
Enfim. Agora apetecia-me apagar o post mas já não posso. São assuntos demasiado sensíveis.

Boa resposta, Sr. Vítaro.
Chato como a potassa na mesma, mas boa resposta. Tu quando queres...
:P

Beijos à K e ao Vítaro :)

Vitor disse...

Poupa-me lá aos elogios e aos beijos que a malta não gosta dessas coisas!

Sempre às ordens...
Ou melhor
Mais ou menos sempre... quando me apetecer!

Me disse...

yeah yeah yeah.
uma no cravo e outra na ferradura.
mas tu és bom a martelar, né?
pregar pregos é contigo...
:P

(ouve lá... "ameniza" lá o ambiente... não tens nada pra publicar...? publica que eu meto link... ver se isto anima... vá...)

Nuno T disse...

No meu caso, vejo a minha Ex como uma puta vadia... oops, perdoa-me a linguagem... uma meretriz rameira.
E como o que fiz foi passar a ignora-la, cagar bem na alma dela e para o que ela representava, acho que me posso considerar um Ex bastante fofo! Sim, sei que sou um romântico.

Mas olha, há pontos em que concordo com o Vitor. Uma pós-relação só é facil para quem acaba. Para quem acabou de ser "dumped", é assim a dar para o chato. Sei porque já estive nas 2 posições.

Mas mesmo assim, sou amigo de várias ex, sem o mínimo problema. Tudo depende de como acaba.

Me disse...

Nuno T.,
Claro que tudo depende de como acaba... Mas porra, tb já tive nas duas posições e nunca foi por ter sido a "deixada" que me dei a certos luxos. A decisão só é válida para quem a toma e não para quem a recebe? Tão?
Para mim, largar ou ser-se largado é igual no pós-relação. Igualinho. Ambos se têm de portar como deve ser. Conheço quem deixou e se fartou de massacrar...
É igual. Penso eu de que...

Vitor disse...

Me, já estiveste nas duas posições?
Eh grande doida, um dia destes terás de fazer uma busca no google... experimenta kamasutra... vá forcinha!

Me disse...

Vai-te encher de pregos, pá.
Soubesses tu as lesões que já tive por causa das duas posições...

Vitor disse...

Mas pregos de quê... de mudanças mal metidas?
Não me digas que o problema é da manete, que eu atiro já aqui para o chão a rir!

Me disse...

Podes atirar-te na mesma...
Pregos daqueles que se pregam às paredes, tás a ver?
Aqueles que as gajas pedem aos gajos para pregar quando já não há manete que valha?
tás a ver????

(publica aquela merda se não publico eu... mau, mau, mau)

Vitor disse...

Mas publico o quê pá!
Mas eu agora vou andar a publicar conversas de sms que tenho com pessoas que não conheço de parte nenhuma e que ainda por cima já estiveram em duas posições?

Me disse...

mau
mau, mau
mau, mau, mau

sabes muito bem o que é para publicar.

tens medo, é? olha que tens lá umas comentadoras que iriam adorar fazer umas rimas giras com o assunto...

vá... põe-te na alheta que...
;)

llooooooolol!!!

K disse...

Oh que isto ficou tão animado depois de eu sair!! ;p

Me disse...

animado??
pois... eu tenho de me aguentar a ele sozinha e tu achas isto animação.
oh, pá.
não há justiça neste mundo.

K disse...

Bah! Não te faças de vítima que tu aguentas bem com ele! ;]

Me disse...

ele é fracote, de facto... até só escrevo com um dedo quando é pra lhe responder... boring!!!

;)

K disse...

Ahahahahahahahahahahah! Muito bom!

(não sai do mesmo registo, é o que é! ;])

Me disse...

amanhã vamos pagar isto caro, sabes disso, certo?

:)

VENHA!!!!!! SANGUE!!!!! VENHA!!!

(acho que preciso de me ir deitar... hehahehah!!)

K disse...

Shiiiuuuuuuu! Olha para o lado e assobia! ;p

(és tu e eu! deitar!)

Me disse...

ainda tou no trabalho... ainda falta viagem de muitos kms até chegar à parte do deitar...

e sim... shhhhhh... talvez ele não veja..... shhhhhhhhhhhh......

K disse...

:| Ainda no trabalho?!? Isso não é escravatura?! 'Tadinha da minha ME. Vá, ânimo! Não podes ir?

Me disse...

Poder, posso. mas tenho o que fazer... e vou fazendo... not yet pra mim. mais um cadito...

K disse...

Pois...vais fazendo...que estás aqui divertida a trocar comentários em tempo real.

Olha, eu vou nanar que estou a cair da tripeça. Beijo no coração, boa viagem, boa noite, dorme bem e sonhos coloridos. Amanhã nos boltamos a ber e esperemos...pois...assobia! ;p

Me disse...

Beijos, linda.
sleep tight
:)

e obrigada por este bocadinho.

beijos pra ti

K disse...

De nada. Sempre às ordens. ;]

Vitor disse...

Ai que coisa tão bonita!

"Beijinho no coração"
"Sleep tight"
"Andas a trabalhar muito querida"

Chapa com chapa!

Vocês sabem que parece que o casamento entre pessoas do mesmo sexo vai ser possivel dentro de dias em Portugal também!
Eu quero ir à boda!

K disse...

Tu lá deves andar a informar-te sobre o assunto, meu caro...

Ademais, já te disse mais que uma vez que a inveja é uma coisa muito feia Vitinho! Ninguém tem culpa das tuas disfuncionalidades.

Me disse...

Vítaro,
Tu não queres ir à boda... O que tu queres sei eu, meu caro...

K.,

:)

PKB disse...

Eu também acho que tinha percebido... vou ler o meu comentário outra vez, não vá dar-se o caso de a passaroca ter seguido o conselho do Ervi e estar com as ideias esfriadas... já volto!

PKB disse...

Voltei! E o meu comentário demonstra que compreendi o post... ufff!

Me disse...

PKB,
Mas tu ainda tiveste dúvidas?
Oh, Mulher... Aquele gajo é que andou aqui a espicaçar até mais não!
Ehhh pra ele.
Beijos pra ti.

S. G. ex - Fernando Pessoa disse...

foda-se não comento....

Me disse...

foda-se é justo

:)