23.1.09

Booooooooooooooooo!

imagem: google Eu sempre fui uma gaja assim a dar para o prático. Se anda como um pato, se tem aspecto de um pato e se emite o som de um pato, então é porque é um pato. A lógica é mais ou menos esta. Sempre houve coisas que não me entravam na mente, que eu pura e simplesmente ignorava como podendo fazer parte daquele grupo de coisas nas quais acredito, quero, sou etc. Durante uns tempos, há uns tempos valentes atrás, houve uma destas coisas que andava mais “falada” e que, a bem da verdade, me deixava meio perplexa com o chinfrim que causava e causa. Bruxas e bruxarias e afins. Nunca acreditei. Não acredito. Não vou acreditar. Isto é ponto assente. Quase que equiparo isto a acreditar em Deus… Nunca acreditei. Não acredito. Não vou acreditar. São coisas tão afastadas do meu mundo que nem penso nelas. Não as sinto, nem mesmo que tente. É mais do que óbvio que admito, aceito e compreendo que haja muita gente (da boa também) que acredita e se lembra destas coisas. Respeito isso tal como respeito quem vai à missa todos os Domingos. Por mim, podem-se esfolar todos no meio da Igreja a declamar o amor e a crença em Deus e seus Anjinhos que não me faz diferença nenhuma nem critico quem o faz (por muito que me custe ver as nódoas negras). Voltemos as bruxas. Há aquela velha máxima do não se acreditar nelas mas que as há, há. Pois. E acredito que haja. Acredito que hajam mulheres e homens que acreditam poder lançar uns pós para o ar para convocar espíritos e que isso irá fazer com que alguém ande com dores de barriga durante 3 semanas. Acredito piamente nisso. Também acredito que há quem vá ter com esses homens e essas mulheres, cheque em mão, para que os espíritos sejam convocados a favor de uma valente caganeira de outrem. Então e se depois for lá alguém logo a seguir, com um cheque ainda maior na mão, e desconvocar a maleita? Como é que isto funciona? Quem paga mais tem espíritos do além a tratar dos que ainda cá andam? Por que critérios se rege esse mercado? Como é? Não há ética profissional? Putedo. Os espíritos são umas putas. As bruxas e bruxos destes mundo também. Até mesmo para o bem (há-os bonzinhos segundo consta) o são. Quem pagar mais, fica melhor servido. Não percebo nada disto. Mas, como sou uma gaja aberta a, acima de tudo, curiosa, há uns tempos atrás fui a uma destas tais designadas senhoras (Mãe Santa, explicou-me) para tratar de uns assuntos. Não fui sozinha… levei amiga que, mais “aflita” do que eu, entrou primeiro no Gabinete da Senhora Mãe. Depois fui eu. Entrei e para quebrar o gelo falamos um pouco da situação da minha amiga (a coisa da confidencialidade, da relação “médico”-paciente não se aplica neste ramo). Fumámos uns cigarros. Dez minutos depois estava a Senhora Mãe a perguntar-me porque raio uma mulher como eu, que em nada acreditava naquelas coisas, que falava bem, era muito inteligente e muito clara nas ideias que tinha, estava ali a fazer (palavras dela… não minhas… mesmo que concorde com ela… hihihihi!!). Eu sorri-lhe e disse que não era para mim. Era para outra pessoa. Aí sorriu ela e disse-me: Pois, tinha de ser. És tão forte e decidida que até para estas coisas nas quais não acreditas vais atrás. Perguntei-lhe, aproveitei, né?, se por acaso havia alguma coisa “feita” contra mim. Disse-me que estavam fartos de tentar mas que não conseguiam. Perguntei se era por estar bem protegida (ligeiro esgar sarcástico nos lábios). Respondeu-me que sim. Que para além de ser tão forte que era quase impossível fazerem alguma coisa, que eu estava muito bem protegida “lá em cima”. Fiquei tão descansada com esta informação que nem imaginam! Até respirei melhor!!! Bolas!!! Livra!!! Chiça!!! Eu, à pessoa ou pessoas que andam a gastar rios de dinheiro para ver se me metem a cagar de repuxo, apresentava queixa à Deco. Andam a ser enganados. Andam-vos a prestar um péssimo serviço. Eu apresentava queixa e pedia o meu dinheiro de volta. Ou então mudem de fornecedor. Talvez esse não tenha os contactos certos lá em cima… Eu pelos vistos tenho (Obrigadinhas a vocês! São uns porreiros!). Pelo amor do vosso deus. Uma vez, farta destas coisas e sofrendo de ligeiro ataque de inveja por não fazer parte deste grupo de crentes, fiz uma viagem Lisboa-Samora aos berros com os espíritos. “Façam-me acreditar!! Vá!!! Façam-me acreditar!! Obriguem-me a acreditar!! Eu pago! Façam-me acreditar, porra!!! Estou aqui!!!”. Foi giro. Tudo na mesma. Putedo.

19 comentários:

Vitor disse...

Conversa entre a Me real e a Me Blogger, isto é entre a ferida aberta e a infecção, antes de escrever o post de hoje!

Ferida Aberta- Então de que vais falar hoje!
Infecção - Eu estava a pensar falar de Putedo!
Ferida Aberta - Parece-me mal. Ainda ontem falaste de gang bang e hoje já insistes no tema!? Olha que a malta é capaz de pensar que andas a precisar de alguma coisa...
Infecção - Está bem, vou falar de buxas!

Me disse...

Minha linda fístula na virilha,
Como blogger que és, sabes que volta na vira o pessoal tem dificuldade em postar coisas... Aliás, o primeiro post que pensei para hoje era para ser exactamente sobre esse assunto... O de não ter assunto. Queria era mudar de assunto... não há cu que eguente tanta conversa em torno do dito cujo, né?

Agradeço palavras e compreensão tão incisiva que tens destas problemáticas.
Agora, vai-te lá drenar antes que te removam cirurgicamente.

PKB disse...

Me,
Este teu post dá mais pano para mangas do que aquilo que tu possas imaginar...

Beijinho!

Me disse...

PKB,
Eu sei...
Mas prefiro o pano destas mangas do que os panos que temos andado por aqui a esticar ultimamente ;)
Eu de facto não aprendo...

:)

Vitor disse...

OH ZANDINGA,
Faz aí uma habilidade para ver se isto anima!

Mas não tentes fazer desaparecer o mestre Mambo que a última vez que o tentaste, andaste três meses sem te poderes sentar!

Me disse...

Oh espíritos maléficos do universo,
Desçam à terra um cadito,
Tenho especial tarefa pra cumprir,
E dou-vos já o guito!

Há Homem (exagero) que por estas bandas ronda
E anda a chatear
Preciso que lhe dêem uma lição
Qualquer coisa para ajudar

Venham à terra ver este Sr. do Mal
Dêem-lhe com vossa ira
Façam com que perca
Toda a força na pila

Oh espíritos do além
Venham cá depressa
Matem o Sr. Mal pela raiz
E acabem com esta conversa!



Ao que tu me reduzes. Foda-se.

Vitor disse...

Oh deuses se existirem
fiquem quietos e sossegados
que meninos como vós
já eu cortei aos bocados

E tu oh ME pequenina
cuidado com o que queres
que o pedido pode doer
bem no sítio que mais temes

Se queres fazer rimas
aconselho-te a temer
não vão as palvras escritas
deixar-te a boca a aquecer

Para aprendiz estás bem
só te falta a maldade
essa não surge porque queres
mas soi, com a idade!

Me disse...

Mas “soi”, com a idade uma ova
Nem me tentes desafiar
Os espíritos agora são meus
E tu não me podes calar!

Sou ZANDINGA, a Grande
E dou cabo de ti
Vou fazer de conta
Que não li o que li

A corda tá a esticar
E em breve vai partir
Aviso-te que vai ser mau
Depois não venhas cá ganir

Oh espíritos e fantasmas
Deste mundo e do seguinte
Não temam o Sr Mal
É apenas pobre pedinte

Não temam suas palavras
São ocas e sem sentido
Ele é fraco das ideias
Pior se tiver bebido

É inofensivo
Não sabe do que fala
É bebé debaixo da carapaça
E porra, não se cala!

Que lhe caiam os pêlos todos,
E lhe cresçam borbulhas no rabo
Que fique surdo do ouvido esquerdo
E em vez de tomates, um nabo

Desafia-me que gosto
E até te dou desconto
Pena é, meu querido
Que não consigas marcar um ponto!

morcego persistente disse...

Ui eu ando pró nessas coisas de bruxas e pais de santo e balelas todas todas.......queres informação????? tou me cagar pa isso...já acreditei mais, já menos, já não acreditei agora depende de como e levante... Qdo me for um dia, venho cá dizer te como é pode ser???

morcegadas

morcego persistente disse...

como "me" levante...

ups!!

Me disse...

Morcegadas,
Faz-me acreditar!! Sim!!!
Só vendo para crer.

Make me believe!!!!!

;)

Mas te vás, miga, que ainda és muito nova. Se eu for primeiro, volto eu. Pode ser?

(oh valha-me caredo pra esta conversa!!!)
:)
Beijos!

morcego persistente disse...

cada um vai qdo for a sua vez, todos nós temos um numero percebes (lol)e a roleta no inicio do dia é rodada o numero que calhar são os que se vão, logo há pessoas com o mesmo número....será que temos o mesmo número...será que voltamos booooooooo...hihihi anda tudo louco tudo...se me viessem dar dinheiro em vez de dar a esses gajos e gajas...eu faço ciencia pahhh ou pelo menos irei tentar um dia=)

PKB disse...

eheheheeh eu é que estou muito cansada e preguiçosa, senão dizia mais qualquer coisinha.
Beijinhos, Me! Boooooo :p

Lizard King disse...

As pessoas tem necessidade de acreditar em algo superior, já é assim desde tempos imemoriais. Em tempos de crise pessoal, social, financeira, emocional e whatever, esta necessidade aumenta, existem estudos sobre o assunto. A fé seja ela qual for e no que for, mantem as pessoas dentro de uma sanidade necessaria há continuação do dia...isto falando numa fé positiva e apenas referente ao próprio...

Gata2000 disse...

Eu acredito tanto que um dia fui ao bruxo! Ele lia cartas, saí de lá tão contente, mas tão contente, que pensei: "Porra, acabei de dar dinheiro a um gajo que me fez ver que a minha vida é igualzinha à dos outros todos." Passo a explicar, o senhor disse-me:
- Que ia fazer uma viagem (ora se eu for daqui até à Costa da Caparica, já está feita)
- Que ia ter casa minha(quem não tem casa nos dias que correm? a bem dizer ele até se enganou, porque a minha casa será do banco até aos meus...80 anos)
- Que me via rodeada de médicos ( bolas, mas haverá alguem no mundo que não tenha já ido fazer uma visitinha a um hospital, ou até um centro de saúde que seja)
- Que eu vivia um grande amor - presente ou passado ele não conseguiu explicar lá muito bem, ou tinha vivido ou ia viver, mas que não era a pessoa com quem eu iria acabar os dias - oh valha-me deus, mas quem nunca viveu, ou viverá um grande amor, daqueles de arrancar cabelos e querer fugir para as Bahamas vivendo de um amor e um cabana? Como terminam....terminam, ponto final.
- Que uma pessoa mais velha me iria ajudar (oh senhor...a minha mãezinha é mais velha que eu, não se me ajuda e dá beijinhos, como ainda me dá dinheiro de vez em quando)

Haverá aqui algum paralelo com uma vida....absolutamente comum à maioria dos mortais.
Pois claro que nunca mais voltei a sentar o meu belo cuzinho numa cadeira de bruxo, já conheço a banha da cobra que vendem!

Me disse...

Morcegadas,
Booooo e rouletas pra ti tb. Se formos no mesmo dia, não vamos saber até chegarmos lá acima… Não vai ser fácil. Tens de me dar o teu contacto móvel… MUITO móvel
:)

PKB,
Também eu!!
Boooooooooooooooo! :P

Lizard King,
Of course. Concordo em absoluto e sei muito bem disso.
Eu pessoalmente é que nunca deixei que a minha curiosidade fosse mais além de uma visita fugida com promessa de não voltar…
Mas digo-te, façam-me acreditar e eu acredito. Mostrem-me e eu sigo. Não me peçam é para sentir algo que tenho eu própria de magicar dentro de mim. Sempre foi assim para mim: decidir se acredito nesta e noutras coisas. Eu bem que posso decidir, mas isso não faz sentir.
Mantenho-me aberta a tudo. Inclusivamente a participar nas “crenças” dos outros. Mas eu, mais do que isso, não consigo bolas! Nem sei se é bom ou mau. É o que é. Pronto.

Gata 2000,
Ora aí está. É o que eu digo! E não me digam que pessoas que fazem essas previsões não sabem o que estão a fazer… sabem. É impossível não saberem que estão a inventar, porra.
Fraude. Mas pronto. Anda meio mundo a ser fecundado por outro meio mundo.
Pergunta: os bruxos e bruxas e afins também visitam os colegas ou fazem auto-previsões? Hmmm…

Beijos e obrigada pelos comentários a todos.
BOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!

Anónimo disse...

Esta coisa das bruxas é gira e penso que tal como uns são do benfica e outros de outro clube qualquer também há os que acreditam e os que não aceditam mas no fundo já todos falaram do assunto, pelo menos, e até há os que têm a curiosidade de ir ver um dia como funciona a coisa mesmo que tenha que se perder uns tostões!
Eu cá também admito que já fui uma vez a uma mulher que deita as cartas e coisa que na é dificil fazer pois qualquer um consegue deitar cartas em cima de uma mesa e no fim dizer o que lhe apetece.
Mas a verdade no meio de tantas mentiras e que no fundo eles até acertam em qualquer coisa, também mal era se não acertassem ao menos numa coisita e eu achei graça a uma coisa que a tal dita mulher "vidente" me disse: "Que nunca me iria faltar amor, pois vivo rodeada de gente que gosta de mim", mas foda-se na era preciso ir a bruxa para saber isso caralho eu sei quem são os meus amigos e se os considero meus amigos é porque gosto deles e eles gostam de mim! Loool! Por isso lá fiquei sem uns eurozitos para me dizerem uma coisa destas!
Continuo a achar que talvez haja um destino para cada um de nós , mas também tenho vezes em que me custa a creditar em tal coisa ou então que essa merda chamada destino é muito cruel!Senão muitas coisas injustas não aconteceriam na nossa vida, mas finalmente vejo as coisas de outra forma e graças ao cabrão do destino consigo sempre ver um lado positivo em qualquer cena que aconteça por mais má que ela seja. Já repararam que se o destino nos traz por vezes algumas coisas más é porque está na hora de nós vermos alguma coisa que não está bem ou até nós proprios na nossa forma de ser e de estar!!?? Eu já aprendi que nada vem por acaso mas agora em que é que acredito!? Não sei! Acredito nos bons momentos passados com os meus "Amigos" e em algumas coisas que consigo com o meu suor agora de resto tudo para mim não passa de uma coisa chamada vida "passagem" em que andamos aqui a tentar sobreviver da melhor forma!
E no final todos têm queixas ou porque na têm dinheiro ou porque não são amados ou até porque têm uma doença qualquer que lhes vai encurtar a "passagem" e por isso nunca nada está bem, mas dai atribuir tudo a isto ás bruxas ou tentar resolver tudo isto através das bruxas a mim não me parece a melhor opção!
Só falta dizer uma coisa em relação aos espiritos que eu também não acredito porque se estar possuido só se deve ao factor espiritos então meus amigos eu discordo porque eu cá ás vezes também me sinto possuida mas é do alcool que bebo e que nos faz soltar as garras!
Ass.: N.G. "Crazy Woman"

Me disse...

Olá NG Crazy Woman,
Tens toda a razão.
Acho que se vive melhor não se acreditando nestas coisas, né?
Oh, nós! Exemplos acabados em como o além apenas quer dizer "uns metros à frente" e mais nada.
:)

Tankiu pela visita
:)

carlão disse...

TO RINDO ATÉ AGORA DO PATO..
IMAGINA O RESTO, HEHEHE